Opinião
Volta Músicas Cifras Biografias Agenda Crônicas Opinião Fale Conosco Álbum de Fotos Compras

 

 

 

        O Grupo Céu na Boca traz em sua linguagem musical, a maravilhosa e surpreendente fusão dos talentos de seus integrantes, todos músicos vividos e experientes, compositores e intérpretes de extremo bom gosto e sensibilidade, que, além de serem pessoas amadurecidas e comprometidas com a qualidade, tão ignorada nos dias de hoje, são também, acima de tudo, servos de Deus, a quem entregaram suas vidas!

       Como companheiro de proposta e visão, agradeço profundamente a Deus por tê-los como irmãos, amigos e co-participantes desta batalha contra a superficialidade musical cristã de nossos dias!

       Que Ele os mantenha de pé, como tem feito a mim!.

       Com profunda admiração e respeito,

 
            João Alexandre (Compositor e Cantor)

 

 

       Como a boca fala do que está cheio o coração, quem tem Deus no coração, só poderia ter o céu na boca. Ouvir as canções deste grupo é ouvir a mensagem cristã de um jeito bem  brasileiro numa junção dA melhor mensagem a alguns dos melhores ritmos e estilos. Um claro incentivo a valorização do que Deus nos deu. Graças a Ele por ter nos dado o Céu na Boca.

        Valter Junior (Compositor e Cantor)

 

       O grupo Céu na Boca é um misto de competência, bom gosto e unção. Seus integrantes são músicos tarimbados e experientes, tanto tocando ao vivo como em estúdio. Mas isso não seria nada se não fosse a sua seriedade e condição de verdadeiros cristãos. Suas composições melódicas e ungidas, aliadas aos arranjos e execução perfeitos fazem do grupo Céu na Boca um dos meus prediletos e, com certeza, dos mais exigentes músicos e críticos também.

    Moisés Andrade (Grupo Raízes – Bateria e vocal)

 

        É com muita satisfação que vos escrevo, jubiloso com a qualidade de vosso CD. Já dei meu parecer ao Zazo, que gentilmente me cedeu um exemplar, mas queria fazê-lo com mais detalhes, e por escrito, pois muita coisa foge à cabeça na hora de falar. E agora finalmente ouvi com fone, com tempo e com a atenção que merece.

        É muito gratificante ver essa turma remanescente (no bom sentido) da III Mostra de música popular cristã

        É, meus caros, a gente se lembra de muita coisa. O Zazo, com sua "Terra Feliz", e Marco, filho de minha ex-professora de Português no CMB, Mnemosine, com a "Folha", são coisas que a gente jamais esquece. Aliás, antes mesmo do grupo "cântaro" ou da "mostra", lembro bem do Dr. Eleazar com a sua trupe "louvor ilimitado" no festival da presbiteriana nacional. Se eu não me engano, o Marco também participou com "A Morte da Mesma" ou é impressão minha?

        Unidos aos monstros Toninho Zemuner e Joel Barbosa, então, que posso dizer?

        Vocês arrebentaram. Músicas, letras, harmonias, arranjos, a produção. Está tudo certinho, tudo no lugar e tudo muito rico. Gostei da ousadia nos arranjos vocais. Ousaram e se deram bem. Afinação excelente. Não é minha área, mas a programação visual também está muito boa.

Espero que vocês lancem outros. Estamos carentes deste tipo de qualidade e talento.

        Bem, se depender de estímulo, vocês têm o meu.

        André Barcelos (Grupo Raízes – Teclados e Vocal)

 

      

         Fiquei muito feliz ao ouvir o grupo Céu na Boca, particularmente pelas letras! Sinto que estamos harmonizados num mesmo propósito, que é o de anunciar o evangelho com poesia, no melhor da herança de nossa música popular tão rica. Parabéns por esse compromisso, tão raro. Gostei muito das músicas e da gravação.

        Jorge Camargo – São Paulo

 

         Vale a pena acreditar que a música brasileira pode e deve ser usada pra louvar a Deus. Penso nisso ao ouvir trabalhos como o CD da banda brasileiríssima "Céu Na Boca".

     

    Sandra Simões, comentarista da Bibliaworld, (o Kats Barnea – www.uol.com.br/bibliaworld )

 

        Este belíssimo trabalho com certeza saiu do céu da boca do nosso Pai Celeste. Com certeza,  Ele intercede por nós.

    Marivone & Sérgio  ( Baixo e Voz - São Paulo)

         Gosto de ouvir boa música. Sempre gostei, mesmo antes da minha conversão. Só que percebo no ar uma certa crise de valores no meio musical cristão. Até parece que o pessoal está mais preocupado em produzir o óbvio, pela certeza do sucesso nas vendas, do que interessado em semear a Palavra de Deus com beleza e criatividade. Andava meio angustiado com esse assunto até que me deparei com o Céu na Boca. Esse pessoal segue numa trilha muito boa. Mistura sonoridade, brasilidade, criatividade e coloca à serviço do Reino de Deus. É verdade! A música, de excelente qualidade, acaba tornando-se pretexto para comunicar o grande amor do Pai. Como eu sei isso? Tenho estado com esses meninos preciosos. Vale a pena conhecê-los, sua fé, sua arte e o seu som. O Planalto Central já tem sido iluminado pelo Céu na Boca. Fico torcendo e orando para que essa arte se espalhe por todo o Brasil. Parabéns!

    Carlinhos Veiga (Cantor e Compositor)